Manual para Trekking

Manual para Trekking: Aprenda a Desfrutar Deste Prazer

Conheça nosso pequeno manual de trekking aqui. Caminhar em contato direto com a natureza, sentir o ar puro, observar o céu, escutar o canto dos pássaros e ainda desfrutar de paisagens exuberantes. Tudo isso é possível para quem pratica o trekking. E cada vez mais pessoas têm buscado esse esporte para ter mais saúde, aliviar o estresse do dia a dia e obter um contato mais próximo com o meio ambiente.

Mas afinal, o que é o trekking? É seguro? Quais são os tipos de trekking? E os equipamentos, quais devem ser utilizados? Como esse esporte pode melhorar a qualidade de vida? Essas e outras perguntas serão respondidas neste e-book. Acompanhe e se encante por essa modalidade que não exercita somente o corpo, mas também a alma e a mente.

1. Conheça o trekking

trekkingO termo trekking tem origem africana e quer dizer seguir, a pé, um ritmo ou percurso. Ou seja, o trekkingé uma modalidade de caminhada (curta ou longa) por trilhas e montanhas que une a atividade física saudável ao contato com a natureza.

Por ser uma atividade física de baixo impacto, é uma excelente opção de esporte para ser praticado por diversos perfis de pessoas, desde os mais sedentários até os mais ativos e em todas as idades. Conheça um pouco mais de sua história!

História do trekking 

O trekking como conhecemos hoje, nasceu no século XIX, mais precisamente com os holandeses que colonizaram a África do Sul. Em um primeiro momento, eles usavam o termo “trekking” para se referir à resistência física e ao sofrimento. Contudo, com a chegada dos ingleses na região, a palavra teve modificações e passou a significar longas caminhadas pela qual os trabalhadores ingleses precisavam passar.

Hoje, trekking se refere a um dos esportes que mais vem crescendo em todo o mundo, tendo, inclusive, campeonatos nacionais e mundiais.

O trekking é, com toda certeza, o esporte que melhor possibilita a ligação entre condicionamento físico e mental. Isso porque ele une a prática da atividade física ao contato com o meio ambiente, ajudando no relaxamento, na reflexão e no contato com o “eu” interior. Essa ligação direta com o natural e consigo mesmo age positivamente, tanto a saúde física, quanto a saúde emocional de seus praticantes.

Vivendo num dia a dia tão agitado e cheio de atribulações como na vida moderna, a experiência de oferecer um tempo a si mesmo, em contato com a natureza, é uma ótima chance de relaxar, recuperar as energias e se preparar para levar a rotina com mais leveza e serenidade.

2. Saiba quais são os tipos de trekking

O trekking é um esporte democrático que pode ser praticado de diversas maneiras e por diferentes perfis de pessoas. Isso se dá pela amplitude dos seus tipos e modalidades: lazer, competição, duração, velocidade, distância e níveis de dificuldade.

Conheça, a seguir, os principais tipos de trekking e saiba qual combina mais com o seu estilo de vida!

Trekking de um dia

Este é um dos trekkings mais praticados em todo mundo e se caracteriza pelo lazer. Em geral, são caminhadas de curta duração, em que são percorridos cerca de 10 km. Suas marcas de início e fim são bem delimitadas, tendo como destino um cume específico ou a travessia entre um local e outro. Essa modalidade pode ser vivenciada individualmente ou em grupos. No país, existem diversas trilhas que atendem à estas características.

Trekking de longa distância ou travessias

Assim como o trekking de um dia, as travessias são caminhadas feitas com intuito de lazer e tem como objetivo a travessia entre dois pontos específicos. Geralmente, são praticadas em grupos, sendo necessário equipamentos para pernoite na trilha, como barraca, mantas, saco de dormir e alimentação adequada para a quantidade de dias. A duração dessa caminhada depende da distância entre os dois pontos e o nível de dificuldade da trilha a ser percorrida.

Alguns desses trekkings de longa distância ainda podem ser consideradas expedições quando, em sua equipe, há carregadores, guias, cozinheiros e outros profissionais que ajudam no dia a dia da travessia.

Trekking de regularidade

Diferente dos primeiros dois tipos, esse trekking tem como objetivo a competição e possui regras bem delimitadas, sendo praticadas por grupos com de 3 a 6 integrantes. O percurso, nesse caso, é determinado pela organização das provas, que escolherá uma trilha com local e duração bem definidos. Além disso, outra característica desse trekking, é que, obrigatoriamente, os participantes não podem conhecer o percurso até o momento da prova.

Nesta competição, a velocidade não tem muita importância, pois o objetivo é se manter no percurso correto e dentro do tempo determinado. Para isso, faz-se uso de ferramentas de controle como mapas para navegação e planilhas com velocidade média, distâncias e referências. Nas equipes, cada integrante possui uma tarefa/função, sendo as mais comuns a de navegador, calculista e contador de passos.

Trekking de velocidade 

Assim como o trekking de regularidade, o de velocidade possui objetivo competitivo e é popularmente conhecido como “corrida de aventura”.

Nessa competição, o objetivo dos atletas é chegar aos postos de controle, previamente definidos pela equipe organizadora da prova, no menor tempo possível. Nesse caso, o caminho (ou trajeto) não é predefinido, o que permite aos atletas optarem por aquele que julgarem melhor. Usa-se, para isso, cartas de navegação e bússolas.

Independente da motivação, esse esporte traz benefícios significativos para a saúde e o bem-estar dos atletas – sejam aqueles de um dia, ou os que praticam a modalidade de regularidade e velocidade.

No próximo tópico, falaremos sobre como essa atividade atua positivamente na qualidade de vida dos praticantes. Confira!

3. Entenda como o trekking atua na qualidade de vida

Como mencionamos, a prática do trekking promove o bem-estar do corpo e da mente. E não é para menos! Afinal, caminhar em contato com o meio ambiente, respirando o ar puro e sentindo o vento correr pela pele é um convite à reflexão, ao contato com seus sentimentos e pensamentos. Isso faz com que a mente relaxe, melhorando, consideravelmente, a autoestima e a qualidade de vida.

Além disso, a caminhada por si só ajuda a promover a saúde do corpo em seus diversos sistemas. Sendo assim, o esporte é um dos mais indicados para as pessoas que precisam manter a forma.

Mas esses não são os únicos benefícios para o praticante de trekking. Conheça as vantagens desse esporte para todo o corpo.

1. Melhora da resistência cardiovascular

A caminhada é um exercício que aumenta a frequência cardíaca, melhora o condicionamento físico e, por ser uma atividade aeróbica, condiciona também o coração, facilitando o controle da pressão e peso.

2. Fortalecimento do sistema circulatório

Durante a caminhada o fluxo de sangue aumenta, levando as artérias, veias e vasos capilares a se dilatarem, deixando-os cada vez mais elásticos. Com isso, o transporte de oxigênio se torna mais eficiente em todo o corpo, inclusive nos membros periféricos como braços e pernas. E o melhor tudo: esses efeitos duram por até 24 horas após fazer a atividade física!

3. Diminuição do estresse

A natureza é um excelente remédio contra o estresse diário e até mesmo de combate à depressão. Isso porque os sons do ambiente natural e o ar puro melhoram o humor e potencializam a sensação de bem-estar. Aliada à caminhada, que possibilita ao cérebro um momento meditativo, melhora a respiração e libera endorfina, temos a receita perfeita para o equilíbrio entre o corpo e a mente, reduzindo significativamente os malefícios do estresse.

A soma de todos esses benefícios age positiva e significativamente na qualidade de vida de todos que praticam o trekking. O contato direto com a natureza e o equilíbrio entre o corpo e a mente faz com que as dificuldades do cotidiano sejam superadas com mais tranquilidade. Com isso, o sono melhora, o humor se transforma, a ansiedade é controlada, a mente desacelera e os dias se tornam mais leves e menos estressantes.

4. Equipamentos para trekking 

Assim como todo esporte, o trekking também exige alguns equipamentos específicos, que devem ser escolhidos com atenção e cuidado. Mas temos uma boa notícia: esses itens são bem mais baratos que os necessários para a prática de outros esportes, por isso, nem pense em se iniciar nessa modalidade sem conhecer todos os equipamentos necessários.

Calçados 

Manual para Trekking - Botas

Manual para Trekking – Botas

Como estamos falando de caminhadas, o calçado é fundamental para que a experiência seja positiva, longe dos calos e dores. Os itens mais indicados para a caminhada são as botas, que dão mais segurança aos tornozelos nos diversos terrenos que serão percorridos.

Meias 

Manual para Trekking - Meias

Manual para Trekking – Meias

Além do calçado, as meias são essenciais para que o atrito entre o pé e o calçado não acabe com as chances de uma caminhada leve e tranquila. Por isso, dê preferência para meias de lã, que diminuem o atrito. Meias térmicas também podem ser ótimas opções.

Cantil 

Manual para Trekking - Cantil

Manual para Trekking – Cantil

Durante a atividade física praticada ao ar livre é indispensável se hidratar. Por essa razão o cantil é uma peça fundamental na mochila do atleta de trekking. Dê preferência aos compartimentos que possam carregar cerca de 1 litro.

Chapéu/bonés 

Manual para Trekking - Chapéus e Bonés

Manual para Trekking – Chapéus e Bonés

O cuidado com o sol e a chuva também é muito importante para que a caminhada seja uma experiência positiva para aqueles que a praticam. Além disso, para os competidores, esse item auxilia na leitura das planilhas durante todo o percurso. Não pode ficar de fora!

Bússolas

Manual para Trekking - Bússolas

Manual para Trekking – Bússolas

Esses itens são, principalmente, para os competidores de trekking de velocidade ou de regularidade. O sucesso da prova está diretamente ligado ao bom uso dessa equipamento de orientação. E lembre-se de utilizá-la da maneira correta, uma vez que o erro de direção pode minar as chances de vitória nas provas.

Mochilas 

Manual para Trekking - Mochila

Manual para Trekking – Mochila

Para guardar todos os objetos necessários para o trekking, uma mochila impermeável e de bom tamanho é essencial. Dê preferência às mochilas que ofereçam sistema Dry System nas partes em contato com o corpo, para que o suor seja absorvido. Ainda, é bom escolher um modelo que não seja grande demais, para facilitar o transporte durante a caminhada.

Bastões de caminhada

Manual para Trekking - Bastão

Manual para Trekking – Bastão

Dependendo da distância entre os pontos em que se faz o trekking, um bastão é indispensável para facilitar as passadas, dando mais estabilidade nos terrenos com desnível.

Além de todos os equipamentos essenciais para um trekking com segurança e tranquilidade, não podem ficar de fora itens como protetor solar, alimentos energéticos, lanterna, kit de primeiros socorros e reserva de pilhas. Lembre-se, prevenir é melhor que remediar.

5. 4 dicas para praticar trekking com segurança

O trekking é uma das atividades praticadas na natureza mais seguras que existe. Porém, algumas coisas devem ser observadas e analisadas antes de partir em caminhada. Separamos os itens mais importantes para que você possa ter uma experiência com segurança.

1. Faça uma avaliação física

Embora o trekking seja uma atividade de baixo impacto, que pode ser realizada pela maioria das pessoas, é fundamental, antes de se aventurar por trilhas, fazer uma avaliação médica apenas por segurança. Dessa forma, você estará conhecendo melhor o seu corpo e estabelecendo seus próprios limites físicos.

2. Contrate um guia

Em suas primeiras experiências nas trilhas, é essencial estar acompanhado de um guia experiente, que conheça os caminhos. Ele te auxiliará a encontrar o ritmo ideal e avaliará suas necessidades e dificuldades durante a trilha. Além disso, ele saberá indicar a melhor trilha, com nível de dificuldade compatível com seu preparo físico e objetivos.

Além de dar mais segurança, essa é uma forma de ganhar experiência na resolução de problemas, na escolha dos melhores caminhos e de aprendizado sobre como caminhar na natureza.

3. Participe de equipes

Outra maneira bastante usual de se iniciar no trekking é participando de grupos organizados, como clubes de excursionistas. Neles, as trilhas são feitas com um número maior de pessoas e, principalmente, com outras mais experientes que saberão indicar a intensidade e dificuldade de trilhas ideais para cada perfil de participante.

É uma excelente forma de fazer amizades, ter novas experiências e curtir a natureza de maneira segura. Vale ressaltar que esses grupos sempre respeitam o ritmo dos companheiros, afinal, no trekking o mais significativo não é a chegada, mas sim o percurso.

4. Respeite seu corpo

Essa, talvez, seja a dica de segurança mais importante para quem pratica o trekking. O cansaço é a maior fonte de acidentes e percalços nas caminhadas, por isso, ouça o seu corpo, entenda suas necessidades e limites. Dores intensas e fadiga são sinais claros de que algo não vai bem, ou que seu corpo atingiu o ápice. Respeite esses sinais e saiba quando é hora de dar um tempo ou até mesmo retornar.

6. Conclusão

O trekking é um excelente exercício para conectar o corpo e mente, aliviando o estresse e revigorando as energias. Muito seguro, o esporte pode ser praticado pelos mais diversos públicos e idades. Se permita viver essa experiência de contato consigo mesmo e com o meio ambiente que nos cerca. Aproveite o silêncio, sinta o ar que refresca a pele, descanse a mente e fortaleça o corpo.

Quer saber mais sobre trekking? Conheça o site Pé Na Trilha e encontre as principais informações e equipamentos de trekking para fazer ótimas caminhadas!

Deixe uma resposta

4 Comentários

  1. Helder Sávio Silva

    Interessante conhece as técnicas para realizar o bom Trekking

  2. Wilson

    Muito bom e completo este artigo.
    Estou praticando há quase um ano e estou sempre a procura se novos picos.

  3. Luis Carlos Amorim Lima

    Ótimo esporte, e opção de lazer para todos.

Próximo artigoOnde Praticar Trekking Pelo Mundo? Conheça 10 Lugares!