Saiba se Preparar Para o Caminho de Santiago de Compostela

O Caminho de Santiago de Compostela é um dos destinos mais procurados e percorridos no mundo. Ninguém precisa apresentar um motivo específico para fazer o percurso: você pode querer um novo desafio, ter alguma motivação religiosa ou espiritual ou simplesmente gostar de fazer caminhadas.

Independentemente das suas razões para fazer a rota, é preciso saber se preparar muito bem antes de atravessar o Atlântico com destino à Europa se você quiser cumprir seu trajeto com sucesso.

Por isso, preparamos este artigo com algumas dicas que vão ajudar a sua preparação e permitir que você possa chegar até o Santuário de Compostela com segurança. Continue lendo para saber mais!

Escolha o seu caminho

Várias rotas estão disponíveis para os peregrinos que pretendem chegar a Santiago de Compostela. Antes de sair do Brasil, é preciso planejar bem qual escolher, de acordo com o tempo disponível para realizar toda a viagem (saindo e voltando para casa) e o nível de dificuldade desejável.

Também é importante analisar as condições climáticas — as melhores épocas são no final de abril ao início de junho, ou do meio de setembro até o início de outubro. A rota mais comum para o Caminho de Santiago de Compostela é o Caminho Francês, com 800 km de distância e uma média de 35 dias de percurso.

Outro bem conhecido é o Caminho Português. Apesar de não ser um caminho oficial, ele é o segundo mais popular entre os peregrinos. As distâncias podem variar entre 600 km (saindo de Lisboa) ou 250 km, saindo de Porto. O Caminho do Norte sai em paralelo ao Caminho Francês, mas percorre apenas o território espanhol. São mais de 1000 km.

Além disso, ainda existem o Caminho de La Plata, saindo do sul da Espanha, em Sevilla, que é a via mais longa até Compostela, e o Caminho Inglês, cuja peregrinação começa em La Coruña e tem apenas 120 km, o mais curto.

Escolha a rota mais adequada para a sua caminhada e estude-a com dedicação. Destaque as cidades onde você parará e planeje a trajetória considerando seu ritmo de caminhada e os horários das paradas.

Os albergues aceitam hóspedes a partir das 14 horas (horário local) e os mochileiros devem partir até as 10 horas da manhã do dia seguinte — o normal é sair às 8 horas. O normal é caminhar por mais ou menos 8 horas por dia ou um pouco mais.

No seu planejamento, inclua também o dinheiro que você precisará levar para a caminhada. Em média, os albergues do Caminho de Santiago de Compostela costumam cobrar de 5 a 10 euros por viajante, servindo refeições (café ou jantar) que vão dos 3 aos 7 euros. Alguns albergues oferecem máquinas de lavar para os viajantes com o custo de 3 euros, em média.

No total, espere gastar um total de 20 ou 25 euros por dia no seu trajeto.

Prepare-se fisicamente

Independentemente da rota escolhida para chegar a Santiago de Compostela, é essencial preparar-se antes de colocar a mochila nas costas e iniciar a caminhada. Comece sua preparação com um check-up completo com um médico para saber se seu sistema cardíaco e respiratório está em condições para o exercício e se você aguenta o trajeto.

Após a liberação médica, inicie seu treino com caminhadas regulares de longa distância. Existem várias associações do Caminho espalhadas pelo Brasil (falaremos mais delas adiante) que organizam caminhadas mensais para quem quer se preparar.

Algumas das trilhas disponíveis para quem quer treinar são as seguintes:

  • Caminho do Sol (240 km no interior de São Paulo);
  • Estrada Real (1600 km no interior de Minas Gerais e Rio de Janeiro);
  • Passos de Anchieta (89 km no interior do Espírito Santo);
  • Caminho Lagunar (84 km no interior de Alagoas);
  • Caminho das Missões (491 km no interior do Rio Grande do Sul).

Quando for fazer trilhas ou caminhadas para se preparar, utilize os calçados que pretende usar durante o trajeto de Santiago de Compostela. Assim você já se acostuma com eles e seus pés sofrerão menos com a jornada. Treine também carregar sua mochila e utilizar um bastão de caminhada.

Por fim, não se esqueça de adicionar uma rotina de treinos musculares para preparar seu corpo para o trajeto, especialmente se você escolher o Caminho Francês, um dos mais difíceis. Treine para aumentar a força da musculatura da perna, da coxa e do abdômen, além dos músculos das costas para carregar peso.

Compre os equipamentos

Percursos longos como o Caminho de Santiago de Compostela exigem do peregrino a aquisição de calçado, roupas e equipamentos adequados para a prática de trekking ou caminhada. No entanto, você não precisa necessariamente comprá-los de uma única vez.

Comece pelos mais importantes. Invista em uma boa mochila cargueira (que deve ser bem ajustada) e em uma ótima bota de caminhada. Um boné ou chapéu de proteção, além de um protetor solar, são importantíssimos também.

O ideal é que sua mochila pese no máximo 10% de toda a sua massa corporal. Se você pesar algo como 80 quilos, por exemplo, carregue no máximo 8 quilos em suas costas. Além dos equipamentos essenciais para a caminhada, não se esqueça de contar com outros objetos que podem ajudar durante o trajeto. Veja alguns deles:

  • um bastão de caminhada auxilia em terrenos desnivelados;
  • leve cantis para poder carregar 1,5 litro de água por dia de caminhada;
  • o caminho é muito bem sinalizado, mas uma bússola pode vir a calhar;
  • uma toalha é muito importante e pode ajudar em diversas situações;
  • lanternas e itens de iluminação podem ajudar quem quiser iniciar o dia mais cedo, antes do nascer do sol.

Procure ajuda antes de viajar

Quando estiver com tudo pronto e preparado para sair do Brasil com destino à Europa, lembre-se de visitar antes uma associação do Caminho de Santiago de Compostela no Brasil. Várias dessas associações podem ser encontradas por todo o país, especialmente nas capitais de cada estado.

Confira a lista de associações e adquira sua credencial de peregrino, além de informações valiosas para o seu trajeto. Essa credencial deve ser apresentada em albergues e mosteiros pelo caminho, para que seja carimbada, e serve como comprovante de sua jornada até Santiago de Compostela.

Com a credencial preenchida, você poderá receber a Compostela, um certificado que prova e eterniza sua peregrinação, oferecida na Oficina do Peregrino, em Santiago. Com a Compostela em mãos, é possível dar uma esticadinha até Finisterra, uma cidade litorânea da Espanha que poucas pessoas sabem que faz parte do Caminho de Compostela.

O percurso até Finisterra é um pouco mais complicado do que o Caminho de Santiago pois não conta com tanta sinalização ou opções de hospedagens. Sua importância histórica, porém, é inestimável: originalmente, Finisterra era o ponto final do Caminho percorrido pelos antigos peregrinos.

O vilarejo era o “fim do mundo” quando se acreditava que a Terra era plana — era ali que ela acabava, segundo a lenda. É lá que está o marco do quilômetro 0 do Caminho, onde você também recebe um certificado — chamado de Finisterra — e o carimbo oficial de conclusão da jornada.

O caminho até Finisterra começa em Santiago, onde a maioria das pessoas encerra a caminhada, e pede uma caminhada de 20 quilômetros no seu primeiro dia, até o vilarejo de Negreira. No segundo dia, são mais 34 quilômetros de caminhada até Oliveira. A conclusão do percurso até Finisterra se dá no terceiro dia, após mais 30 quilômetros.

E então? Agora você sente que está preparado para arrumar sua mochila e percorrer o Caminho de Santiago de Compostela? Para ficar por dentro de mais dicas e conteúdos como este, curta nossa página no Facebook!

Deixe uma resposta

1 comentário

  1. Boas dicas! Mas gostaria de fazer três considerações:
    – A bússola não será usada, é um item a mais para carregar;
    – Leve meias com CoolMax, são mais caras mas ajudam a evitar bolhas, pois ajudam a deixar os pés menos úmidos.
    – Sacos estanques são interessantes, se levar daqueles super leves (só conheço da Sea to Summit). Pelo menos de 13 litros. Será usado para levar roupas e pertences de valor ao banho.

Próximo artigoMonte Roraima: Conheça as Maravilhas Desse Mundo Perdido