Saiba o Que Levar na Mochila em um Mochilão

No momento de fazer um mochilão, muitas coisas devem ser levadas em conta e planejadas. Uma delas é, sem dúvidas, o que levar na mochila.

A seleção do que carregar precisa ser realizada de acordo com as características climáticas dos destinos traçados, bem como possíveis equipamentos para a prática de esportes e necessidades particulares do mochileiro.

Para tanto, a primeira coisa a se fazer é elaborar uma lista, partindo dos itens básicos e indispensáveis e finalizando com os menos importantes ou supérfluos. Dessa forma, o viajante poderá analisar o que é realmente essencial para seu mochilão e evitar dificuldades ao longo do caminho.

Pensando em ajudar nessa tarefa, neste post, falaremos sobre maneiras práticas de planejar a bagagem para esse tipo de viagem. Veja mais a seguir!

Considere o clima ao decidir o que levar na mochila

Antes de colocar o pé na estrada, certifique-se da previsão climática dos destinos que estão no roteiro. Desse jeito, você se previne de exageros e escolhe apenas roupas necessárias.

Se você decidir fazer um mochilão pela Argentina em julho, por exemplo, invista em vestuário de inverno, pois essa época do ano costuma ser de baixas temperaturas. Casacos, calças quentes, meias, blusas, gorro e, pelo menos, um cachecol são roupas que precisam estar na lista. Como o clima pode variar, leve também algumas camisetas leves.

O contrário vale para lugares em que a previsão é de altas temperaturas: evite peças quentes e invista num vestuário apropriado ao calor. Contudo, é aconselhável levar uma calça e um casaco na mochila para mudanças de clima.

Leve peças de roupas práticas e fundamentais

Carregue em sua mochila roupas “coringas”, ou seja, aquelas fáceis de fazer combinações. Essas peças também devem ser práticas, que não exigem muitos cuidados na lavagem. Assim, você economiza espaço na bagagem e tempo ao escolher o que vestir durante a viagem.

Além disso, leve em conta que você poderá lavar essas peças ao longo do percurso; portanto, abasteça-se de uma quantidade de roupas suficiente apenas para o intervalo entre uma parada e outra.

Quanto aos calçados, prefira carregar, no máximo, três modelos. O essencial é a bota trekking, enquanto que tênis de passeio ou alpargata e chinelo são opcionais.

Invista em utilidade

Aposte em itens funcionais e realmente úteis a sua viagem. Aqui vai uma lista do que não pode faltar:

  • lanterna,
  • pen drive com a cópia de documentos,
  • isqueiro,
  • cadeados para as bagagens,
  • sacos tipo zip lock,
  • adaptadores de tomada,
  • um guia do seu roteiro.

Dependendo do destino, é possível que essa lista de utensílios aumente. Por isso, pense em diferentes situações que você poderá enfrentar e nos objetos que precisará para solucionar possíveis adversidades.

Monte um kit de higiene pessoal

Prepare-se com um kit de higiene pessoal completo e eficiente. Nele, acrescente:

  • shampoo,
  • condicionador,
  • sabonete,
  • pasta e escova de dentes,
  • papel higiênico,
  • fio dental,
  • desodorante,
  • uma tesourinha,
  • hidratante
  • uma toalha.

Compre produtos em frascos menores e vá repondo aos poucos aqueles que acabarem. Assim, você economiza espaço na mochila.

E lembre-se: independente se o clima é de inverno ou de verão, o protetor solar é indispensável para o corpo inteiro. Portanto, aplique-o principalmente no rosto e lábios diariamente e pelo menos 3 vezes ao dia.

Não se esqueça de levar medicamentos básicos

Organize uma necessaire com medicamentos de uso contínuo, caso você faça uso, e os básicos, para emergências. Dessa forma, inclua:

  • remédios para enjoos,
  • antialérgicos,
  • para gripe e resfriado,
  • relaxante muscular,
  • analgésicos,
  • bandagens para ferimentos,
  • o que mais você achar pertinente.

Essa bolsinha de medicamentos deve ficar em um lugar acessível na mochila. Posicione-a próxima à abertura ou em bolsos frontais. Se você faz uso de remédios que precisam de agulhas para a aplicação, como insulina, não se esqueça de levar uma declaração de seu médico, bem como a receita para compra desse e outros medicamentos necessários.

Planeje também o que levar na bagagem de mão

Além da mochila principal, você também deve carregar uma bagagem de mão. Lá ficarão itens que precisam ter fácil acesso, como:

  • documentos,
  • bloco de anotações e caneta,
  • dinheiro,
  • cartões,
  • pequenos lanches,
  • carregador de celular.
  • capa de chuva.

Contudo, fique atento, pois os critérios de seleção do que será levado nessa bagagem são iguais aos da mochila. Carregue apenas o essencial e dispense itens que ocupem muito espaço. 

Evite acessórios grandes e desnecessários

Alguns acessórios que muitas pessoas estão acostumadas a levar em viagens curtas e convencionais precisam ser evitados em um mochilão. A maioria deles não é realmente útil e pode atrapalhar a locomoção devido a seu peso e tamanho. Observe essa lista do que evitar:

  • calçados de salto alto;
  • secador de cabelo;
  • muitos acessórios de maquiagem;
  • roupas delicadas;
  • jóias e outros pertences valiosos.

Objetos desse tipo são dispensáveis. Geralmente, devido à intensidade da viagem, o mochileiro acaba não os utilizando.

Organize os itens em divisórias para não perdê-los ou confundi-los

Para manter a organização de objetos e não perder nenhuma peça durante o percurso, separe-os por kits em necessaires.

Fazendo isso, você terá um controle maior sobre o que está sendo usado, os produtos que precisam ser repostos, as peças de roupa que estão fora da bagagem e a quantidade de itens e equipamentos você está levando.

É interessante identificar essas bolsinhas por categorias. Por exemplo: nomeie “farmácia” a necessaire que guardará os medicamentos e outros itens relacionados. Os calçados também precisam ficar organizados por saquinhos separados para não causar confusões e não sujar as roupas.

A composição da bagagem certamente é bastante pessoal e deve acompanhar as necessidades de cada mochileiro. Porém, em geral, é preciso considerar a utilidade de cada elemento e a possibilidade de uso dele ao longo do percurso.

Ao escolher o que levar na mochila durante uma viagem longa e que exige bastante disposição como o mochilão, é essencial que o praticante trace um planejamento e analise os prós e os contras de cada coisa que carregará. Nessa hora, menos é mais, porque o excesso de acessórios poderá comprometer sua performance ao longo do roteiro.

Seguindo essas dicas, você conseguirá montar uma boa bagagem e aproveitar seu mochilão com conforto e tranquilidade!

Compartilhe este post com seus amigos nas redes sociais e ajude-os também a saber o que levar mochila de viagem! Até a próxima!

Deixe uma resposta

Próximo artigoVeja o Que Fazer Para Acampar Próximo à Beira de Rios