Desidratação

Desidratação: Um Alerta a Todos os Praticantes de Caminhadas

Desidratação deve ser algo com que devamos nos preocupar seriamente. Você sabia que um adulto perde, em média, 2,5 litros de água por dia? Pois é, o corpo humano elimina água ou vapor d’água constantemente. Essa eliminação acontece pela pele, pela respiração, pelo intestino e pelos rins. A compensação da perda de água deve ser feita por meio de uma boa alimentação e pela ingestão de líquidos.

Os alimentos são responsáveis pelo fornecimento de, em média, 1 litro de água. Já as bebidas são responsáveis por fornecer os outros 1,5 litro. Por esse motivo, é importante que tenhamos uma alimentação balanceada e que tomemos bastante água para suprir as necessidades do nosso corpo.

Isso vale para um adulto em sua rotina normal, pois quem pratica exercícios, como as caminhadas, precisa tomar alguns cuidados especiais para evitar a desidratação. Leia o nosso post de hoje e saiba tudo sobre a desidratação em praticantes de caminhadas, bike e corrida.

O que é a desidratação

A desidratação ocorre quando o corpo humano perde ou usa mais líquido do que o ingerido. Diariamente nós perdemos água e, com ela, alguns sais minerais. A água é responsável por nutrir as células do corpo humano, garantindo assim que todas as funções dele possam ser devidamente cumpridas.

Quando estamos desidratados, o corpo enfrenta dificuldades para realizar suas funções habituais. Não repondo os líquidos usados ou perdidos, entramos no estado de desidratação.

Quem sofre mais com a desidratação

Em idosos e pessoas de meia idade, a desidratação pode ser mais frequente do que em alguém mais jovem. Isso acontece porque os mais velhos têm capacidades reduzidas de conservar água no organismo.

Além disso, com o avanço da idade, o senso de sede torna-se menos aguçado. Praticar caminhadas exige mais esforço do corpo e, consequentemente mais uso e gasto de água, o que deve ser compensado com a ingestão de muito líquido antes, durante e após a prática do exercício físico.

Quais são os sintomas da desidratação

Existem dois tipos de desidratação: a moderada e a severa. Na desidratação moderada, os sintomas mais comuns são: boca seca, sonolência, cansaço, sede, pouca urina, pele seca, dores de cabeça, prisão de ventre, tonturas e vertigens.

Na desidratação severa, os sintomas mais comuns são: sede extrema, preguiça, irritabilidade, secura na boca, olhos fundos, pele sem elasticidade, pressão arterial baixa, batimento cardíaco rápido, respiração acelerada e febre.

O melhor indicador é a cor da urina

Uma das maneiras mais fáceis de identificar a desidratação é observar a cor da urina. Quando a nossa urina está clarinha, praticamente transparente, significa que o nosso corpo está bem hidratado. Já a urina de cor amarela ou âmbar indicam, geralmente, sinais de desidratação.

Não espere ter sede pra beber água

Caminhar é um exercício físico, ou seja, provoca uma elevação da temperatura corporal. Quando praticamos a caminhada, o nosso organismo busca fazer um sistema de resfriamento cujo objetivo é dissipar o calor: ele transpira.

A transpiração, durante os exercícios físicos, pode ser responsável por liberar de 500ml a 1 litro de água por hora. Esse total pode ser ainda maior, dependendo de características em relação ao clima, intensidade da caminhada e esforço feito. Notou como o seu corpo perde água? Então não espere ter sede para se hidratar.

Hidratação antes, durante e depois da caminhada

Para que o seu corpo esteja bem hidratado, prepare-se para tomar líquidos antes, durante e depois dacaminhada. Antes, a hidratação colabora para amenizar a perda de água que acontecerá durante acaminhada.

Durante, você compensa as perdas de água ocasionadas pela transpiração e diminui a desidratação. Após, a hidratação serve para que o seu corpo se recupere bem do esforço que foi feito.

Água ou isotônico? O que é melhor?

A caminhada, se tiver duração inferior a uma hora, não necessita de nada além de água. Acima disso, você pode levar consigo uma bebida isotônica, pois ela fornece os glicídios que vão evitar a hipoglicemia e a redução de energia do corpo.

Bebidas energizantes e refrigerantes devem ser evitados, pois possuem muitos açúcares e aceleram a desidratação.

Quando buscar ajuda médica?

Dependendo do grau de desidratação, o aconselhável é buscar a ajuda de um médico ou de um serviço de emergência. Quando buscar ajuda profissional, informe todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram.

O médico vai perguntar a respeito do início dos sintomas, a frequência deles, a frequência e a cor da urina, entre outros. Para diagnosticar a desidratação, o médico pode pedir análise clínica, exame de urina ou exame de sangue.

Como tratar a desidratação?

Em casa, a desidratação leve pode ser tratada com as seguintes atitudes:

  • Beber pequenas quantidades de água;
  • Ingerir bebidas isotônicas;
  • Chupar cubos de gelo — cuidando para que estes não sejam ingeridos e não provoquem engasgos;
  • Chupar picolés feitos a partir de sucos de frutas naturais ou de bebidas isotônicas;
  • Ingerir líquidos por meio de canudos, o que é ideal para quem passou por uma cirurgia ou está com a boca machucada.

Já quando a desidratação acomete alguém por causa da exposição ao calor excessivo — o que é comum em regiões muito ensolaradas como o litoral e as regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste —, você deve seguir as seguintes dicas:

  • Remover excesso de roupa, afrouxando as peças que não podem ser retiradas;
  • Vá para uma área que possua ar-condicionado, pois isso ajuda o corpo a voltar à temperatura normal e quebra o ciclo de exposição ao calor;
  • Se não houver um local com ar-condicionado, busque um lugar que possua sombra. Uma toalha molhada pode ser colocada em torno de quem está enfrentando a desidratação;
  • Um borrifador com água também pode ser utilizado. Pulverize a água sobre as partes do corpo que ficaram mais expostas ao calor. Isso faz com que a perda de água por evaporação diminua;
  • Não exponha a pele ao frio intenso, como compressas de gelo ou água gelada. Assim você evita choques térmicos.

Percebeu o quanto é importante manter o seu corpo bem hidratado? Quando fizer a sua próxima caminhada, leve em consideração as nossas dicas!

Deixe o seu comentário no post e nos diga como essas dicas melhoraram o seu desempenho durante as suas caminhadas!

Deixe uma resposta

Próximo artigoManual para Trekking: Aprenda a Desfrutar Deste Prazer