Como se preparar para fazer um mochilão de viagem pela Europa?

Não há dúvidas de que para fazer um mochilão de viagem pela Europa é preciso de muita disposição, coragem e, acima de tudo, planejamento. Afinal, não basta apenas arrumar as malas — ou melhor, a mochila — e partir em busca de uma experiência única contando apenas com a sorte.

Para que tudo corra bem, garantindo uma viagem tranquila e sem estresse, é necessário levar em consideração alguns aspectos. Para não ter erro, veja só alguns pontos que devem ser analisados. Aí, sim, será possível fazer um mochilão sem preocupações. Acompanhe:

Decida os destinos do seu mochilão de viagem

O continente europeu é grande, então deixe de se referir à sua viagem apenas como um mochilão pela Europa e comece já a definir os países e as respectivas cidades que serão visitadas. Essa atitude ajudará a lidar com as demais questões que influenciam a experiência.

O ideal é elaborar um roteiro completo, incluindo toda a programação, desde pontos turísticos até baladas, especificando, inclusive, a data de permanência em cada lugar. Isso facilitará muito a sua viagem.

Com tantas opções disponíveis, o difícil mesmo é saber por onde começar, não é mesmo? Nossa recomendação é que você não se esqueça de incluir no roteiro cidades como Londres, Berlim, Amsterdã, Paris, Roma, Barcelona e Madri.

Verifique a documentação necessária

Outro aspecto essencial é lidar com a documentação necessária. Alguns países europeus não exigem vistos dos brasileiros, como Itália, Holanda, Espanha e Portugal. Entretanto, isso não significa que não há burocracia.

Certas regiões solicitam, por exemplo, comprovante de hospedagem, seguro viagem e um determinado valor para o período de permanência no país. Então, antes de embarcar nessa experiência, certifique-se de que toda a documentação solicitada pelo país está em mãos.

O recomendado, nesse contexto, é salvar os arquivos em nuvem e levar cópias autenticadas. Afinal, como já diz a expressão popular, “o seguro morreu de velho”.

Pesquise sobre as hospedagens

Para garantir a tranquilidade do passeio, o ideal é pesquisar antecipadamente onde se hospedar. Para vivenciar a intensa experiência proposta por um mochilão de viagem, dê preferência para hostels, que, além de apresentarem uma ótima relação de custo-benefício, também proporcionam a possibilidade de fazer amigos.

Vale ressaltar que é preciso ter atenção redobrada com as reservas online, pois, muitas vezes, as fotos divulgadas na internet não condizem com o espaço e a estrutura reais. Então, para não ter uma surpresa para lá de desagradável, busque se informar melhor. Se for o caso, deixe para efetivar a reserva pessoalmente; assim, você terá a chance de conhecer de fato o lugar, evitando situações chatas.

Sites de buscas que fornecem dados das instalações com os respectivos preços, além de contar com opiniões e avaliações dos usuários, como o Booking.com, são extremamente úteis nesse aspecto.

Caso queira acampar em algum trecho, lembre-se que determinadas áreas de campings exigem a realização de reserva com certa antecedência. Portanto, verifique cuidadosamente todos esses detalhes.

Programe qual será o meio de transporte

Tão importante quanto verificar a questão da hospedagem é analisar quais as alternativas de transporte para a viagem. O primeiro passo é comprar a passagem área para um dos destinos da Europa. A partir desse momento, será possível utilizar outros meios, como viajar de trem, pegar ônibus, locar um carro ou até mesmo pegar uma carona.

Vale ressaltar que, no caso da locação, depois você terá que retornar à agência para entregar o veículo — o que talvez não seja tão viável, dependendo da distância de uma cidade para outra.

O importante aqui é já ter noção de como você irá se locomover dentro do território estrangeiro. Caso queira aproveitar ao máximo o passeio, o mais indicado é optar pela viagem de trem, que é uma alternativa financeiramente vantajosa, além de ser perfeita para conhecer novas pessoas e apreciar a paisagem.

Dica de ouro: para comprar as passagens do Brasil para a Europa e vice-versa, fique de olhos em sites especializados em promoções e também nos próprios portais das companhias áreas, que às vezes disponibilizam ofertas-relâmpago.

Adquira uma mochila ampla, confortável e resistente

Nada de economizar nesse momento! Busque por uma mochila que atenda de fato às suas necessidades. Como a viagem é longa, ela deve ser grande para carregar todos os seus pertences; confortável para que não dê dores ao utilizá-la; e, claro, resistente para que não estrague ou rasgue durante a viagem.

Portanto, antes de comprar esse equipamento, pesquise as opções disponíveis no mercado e certifique-se de que a escolhida realmente é a mais adequada para o momento.

Use a inteligência para arrumar a bagagem

Não é preciso ter uma ampla experiência com mochilões para saber que menos é mais nesse caso. Como você carregará sua mochila nas costas por um bom tempo, o mais indicado é levar itens primordiais, não deixando a mala muito pesada, certo?

Agora, para saber de fato o que se deve levar, você precisa decidir o período da viagem, verificando se será verão, outono, primavera ou inverno na Europa. Somente assim será possível determinar o tipo de roupa mais adequado.

Não se esqueça de levar um kit de sobrevivência, que deve ser composto por remédios básicos, como antialérgico, anti-inflamatórios, antibiótico, analgésico e medicamentos para diarreia, vômitos, dor de estômago e má digestão. Protetor solar, gazes e esparadrapos também são itens importantes.

Para ocupar menos espaço, que tal tirá-los da caixa e amarrá-los juntos às bulas? Acredite: eles não vão deixar sua mochila mais pesada e serão extremamente úteis no passeio.

Importante ressaltar que a imigração solicita a receita médica de alguns remédios. Então, para não ter problema, verifique se os medicamentos que estão na bagagem são liberados e, caso contrário, tenha em mãos a prescrição médica.

Não esqueça ainda de levar itens de higiene pessoal, como escova de dentes, pasta dental, desodorante, sabonete, etc.

Como bom mochileiro, com certeza você já colocou na lista a máquina fotográfica também, certo?

Por último, tente deixar um espaço livre na sua mochila. Afinal, você pode querer comprar algumas lembrancinhas de viagem, não é mesmo?

Para fazer um mochilão de viagem pela Europa, é preciso dar atenção redobrada a todos esses aspectos que citamos. Só assim a sua viagem ocorrerá com tranquilidade. Sem estresses e sem neuras: seguindo à risca essas dicas, a diversão do seu passeio está garantida.

Gostou do conteúdo e quer receber mais informações úteis? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

Deixe uma resposta

Próximo artigoCães para trekking: saiba quais as melhores raças para te acompanhar!