Caminhos Incas: O Que Você Precisa Saber Sobre as Trilhas de Machu Picchu

As trilhas de Machu Picchu são dos destinos mais cobiçados da América do Sul. Nomeado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1985, o parque arqueológico atrai turistas do mundo todo pela sua beleza estonteante, riqueza histórica e complexidade estrutural. Com um limite imposto de 2.500 visitantes diários, o ingresso à cidade Inca é disputado e requer planejamento.

O acesso ao local pode ser realizado por trem até a pequena cidade de Aguas Calientes, com muito conforto e tranquilidade. Mas o viajante com mais tempo e disposição pode realizar o percurso por meio de trilhas, desfrutando de uma paisagem inigualável. Para estes aventureiros, há uma variedade de rotas que compõe o chamado Caminhos Incas ou Qhapaq Ñan, com diferentes tempo de deslocamento e níveis de dificuldade. Confira neste post as principais trilhas de Machu Picchu ofertadas pelos pacotes turísticos locais e suas características principais.

Atravessando os andes pela trilha Inca: do clássico ao “jungle”

Trilhas de Machu Picchu

Trilhas de Machu Picchu – Inca

A trilha Inca, a mais conhecidas entre as rotas da região, possui aproximadamente 45 km de extensão, e leva em média quatro dias e três noites. O circuito tem início em Piscakucho, povoado localizado no Km 82 da via ferroviária que liga Cusco à Machu Picchu, e segue pelo Rio Urubamba, passando por ruínas Incas e paisagens de tirar o fôlego.

A caminhada pode também ser realizada em menos tempo, com dois dias de duração, tendo início no quilômetro 104. Para aqueles que buscam um desafio a mais, há ainda a opção “jungle”, que inclui um trajeto de bicicleta.

Todas as rotas devem ser realizadas acompanhadas de guia e munidos de autorização local. Este, normalmente, é incluído no pacote contratado e, por se tratar de uma rota cobiçada e possuir limites diários de acesso, pode exigir de seis meses a um ano de planejamento.

Estas trilhas de Machu Picchu não possuem grandes dificuldades, mas exigem preparo físico. As caminhadas diárias podem levar de 6 a 8 horas e a altitude atinge mais de 4.200m. Recomenda-se que se faça um período de aclimatação em Cusco de pelo menos dois dias antes de seguir viagem. As folhas de coca, produto local eficaz contra o mal de altitude (o famoso soroche), pode ser adquirido no comércio local e consumidas ao serem mastigadas secas, em forma de chás ou de doces. É igualmente importante manter-se bastante hidratado durante todo o processo.

A rota alternativa: pelos vales nevados de Salkantay

Trilhas de Machu Picchu - Salkantay

Trilhas de Machu Picchu – SalkantayEsta trilha Inca pode levar de 4 a 5 dias, dependendo do pacote e do número de vilas a serem percorridas. O percurso mais longo inclui visita a águas termais no trajeto entre Colpapampa e La Playa. Contudo, ambas as opções envolvem uma caminhada às margens da Montanha Salkantay até Machu Picchu, acompanhada pelas paisagens exuberantes dos vales nevados. Ela é comumente vista como uma trilha mais confortável e menos concorrida que a trilha Inca clássica. Seu desafio está na altitude, que chega aos 4.650 metros, e exige igual preparo.

Independente da rota escolhida, ao término do percurso terá sido uma experiência e tanto! E o destino final será recompensador: Machu Picchu com toda a sua imponência.

E então, o que achou das trilhas de Machu Picchu? Aproveite e assine nossa newsletter para receber mais dicas de aventuras pelo mundo.

Deixe uma resposta

1 comentário

  1. Machu Picchu é uma das 7 maravilhas do mundo, então todo mundo quer visitar, eu amei o blog, onde você dá recomendações muito importantes.
    Aqui contribuo com caminhadas alternativas para chegar à cidadela de Machu Picchu.
    Caminhada Cochoquirao 5 Dias, Canteria Inca 4 Dias, -Bus a Machu Picchu 2 Dias, Vale de Lares a Machu Picchu 4 Dias, Huchuy Qosqo 3 Dias

Próximo artigoAurora Boreal: Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Esse Fenômeno