Trekking No Brasil

9 Lugares Incríveis Para Fazer Trekking no Brasil

O Brasil é um lugar muito rico para quem se interessa pelo ecoturismo e por esportes ao ar livre. Em todas as regiões do país existem lugares para praticar trekking no Brasil, com as mais variadas paisagens e níveis de dificuldade.

Existem trilhas na areia, nas montanhas ou em lugares distantes, para iniciantes ou não, que duram dias ou horas, com diversas recompensas e diferentes desafios que só um país continental pode oferecer.

No artigo de hoje nós listamos os 9 lugares mais interessantes para fazer trekking no Brasil. Confira a nossa seleção!

Serra do Cipó, um bom lugar para começar a praticar trekking no Brasil

Serra do CipóO Parque Nacional da Serra do Cipó, em Minas Gerais, é um ótimo lugar para quem quer começar a fazer trekking no Brasil. O nível de dificuldade dos trajetos do lugar não é muito alto e dá para fazer uma boa travessia em 2 ou 3 dias por lá.

A região também favorece muito o trekking por contar com mais de 60 cachoeiras diferentes, então o seu percurso é sempre decorado com belas vistas e a localização fica relativamente fácil. Basta se guiar pelas cachoeiras durante a viagem.

Gonçalves, tranquilidade na Serra da Mantiqueira

Trekking no Brasil na Serra da Mantiqueira

Trekking no Brasil na Serra da Mantiqueira

Outro local excelente para quem quer começar a fazer trekking é Gonçalves, no interior de Minas Gerais, na Serra da Mantiqueira. A cidade tem uma boa quantidade de trajetos para caminhadas, todos recomendados para quem está iniciando na atividade.

O percurso mais famoso é o da Pedra do Forno, com cerca de 1,28 km e dificuldade baixa. O trajeto da Cachoeira São Benedito, um pouco maior, com 1,59 km, também é bem fácil de ser vencido.

Visconde de Mauá, trekking no friozinho da Serra da Mantiqueira

Visconde de Mauá, trekking no friozinho da Serra da MantiqueiraAinda no grupo dos “percursos fáceis de Trekking”, não poderíamos deixar a cidade de Visconde de Mauá, no Rio de Janeiro, de fora da lista. Área de proteção ambiental, Mauá oferece alguns bons trajetos — os mais famosos são as trilhas da Maromba, de Alcantilado e do vale de Santa Clara, com diferentes níveis de dificuldade.

O melhor período para visitar Visconde de Mauá é no inverno, quando o friozinho faz da cidade um lugar muito romântico. A vantagem de passear por lá em épocas mais quentes é que o trekker ficará mais inclinado a banhar-se nas muitas lagoas e cachoeiras da região.

Chapada Diamantina, trilhas em um dos lugares mais místicos do Brasil

Chapada Diamantina, trekking no Brasil em lugares místicos

Chapada Diamantina, trekking no Brasil em lugares místicos

Um ótimo local para trekking no Brasil é o Vale do Pati, localizado na Chapada Diamantina, na Bahia. A trilha do Pati é muito versátil e possui diferentes trajetos, com diferentes dificuldades e durações.

O percurso mais procurado pelos turistas é um muito completo e desafiador: dura cerca de cinco dias, tem 80 km e passa por muitas cachoeiras, rios, descidas e subidas pela região. O melhor momento do ano para ir à Chapada Diamantina é entre os meses de abril e outubro, quando chove bem pouco e o seu trekking não terá que lidar com esse obstáculo extra.

Serra Fina, desafio gelado em Minas Gerais

Serra Fina, desafio gelado em Minas GeraisOutro bom local de trekking no Brasil está localizado em Minas Gerais, na Serra Fina. O lugar tem três picos que atraem os praticantes do trekking: o Capim Amarelo, com cerca de 2.543 metros de altitude, o Pico dos Três Estados, com 2.689 metros, e o de maior altitude entre os três, o Pico Pedra da Mina, com 2.798 metros.

No entanto, a travessia da Serra Fina não é recomendada para iniciantes. O trekking aqui é um dos mais difíceis do Brasil por uma conjuntura de motivos, como as baixas temperaturas locais (que chegam a -2ºC à noite), a falta de água nas proximidades e a altitude em si.

Dessa forma, além das barracas resistentes e dos agasalhos, os interessados nessa trilha deverão levar comida e bebida para os quatro dias de percurso.

Monte Roraima, gigante solitário do cinema na divisa do Brasil

Monte Roraima, gigante solitário do cinema na divisa do BrasilÉ difícil falar de trekking no Brasil e não citar uma das maravilhas do país: o Monte Roraima, localizado no estado homônimo. Inspiração para filmes como “Jurassic Park” e “UP — Altas Aventuras”, o monte constitui um tepui (uma formação que se assemelha a uma mesa e é típica da região do planalto das Guianas).

A entrada para o Parque Nacional Monte Roraima é feita na Venezuela, perto da cidade de Santa Elena de Uairén, e só é permitida se acompanhada por um guia. São 7 dias de trekking no percurso até o topo do lugar, a mais de 2.743 metros de altitude. Ainda é possível passar algumas noites no topo do monte de Roraima, uma experiência incrível!

Lençóis Maranhenses, trilhas pelo cenário mutável da areia no Maranhão

Lençóis Maranhenses, trilhas pelo cenário mutável da areia no MaranhãoQuem conhece pouco sobre trekking pode imaginar que esse tipo de atividade só pode ser realizada em montanhas enormes ou no meio da mata. No entanto, uma das maravilhas do trekking pelo Brasil é que ele pode ser feito em muitos terrenos diferentes, incluindo os Lençóis Maranhenses!

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses possui dunas que chegam a incríveis 40 metros de altura, sempre mudando de lugar, forma ou até mesmo de cor, de acordo com o vento. Um dos trekkings mais procurados do parque é o que vai de Atins a Santo Amaro, cortando todo parque.

São cerca de 55 km, com paradas em Queimadas dos Britos e Baixa Grande, dois vilarejos em meio às dunas. O mais recomendado é que o trekking seja feito entre maio e setembro, que é a época do ano em que as lagoas da região estão cheias.

Chapada dos Veadeiros, cachoeiras, rios e trekkings no coração do Brasil

Chapada dos Veadeiros, cachoeiras, rios e trekkings no coração do BrasilA Chapada dos Veadeiros, que fica a cerca de 230 km de Brasília, é um dos principais destinos do ecoturismo no Brasil, incluindo opções para os apaixonados por trekking. São três principais trajetos: a trilha dos Saltos, com cerca de 10 km, a trilha dos Cânions (com 14 km) e a maior de todas: a Trilha das Sete Quedas, com 23 km.

As duas primeiras são recomendadas para iniciantes, já que são curtas e relativamente fáceis de fazer, com vistas espetaculares. Já a maior de todas, Sete Quedas, é a mais desafiadora, mas também conta com muitas atrações como rios, cachoeiras e vilarejos.

Aparatos da Serra, canyons e guaxinins na Serra do Sul

Aparatos da Serra, cânions e guaxinins na Serra do SulO Parque Nacional de Aparados da Serra é um dos destinos mais bonitos para fazer trekking no país. O parque está localizado na fronteira entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e o mais indicado é entrar pela cidade de Cambará do Sul.

É possível praticar o trekking no Brasil em Aparados da Serra tanto na parte de cima dos muitos canyons da região como no interior deles, com trilhas que podem ser bem desafiadoras.

As mais difíceis podem durar até mesmo cinco dias de caminhada e exigem muito preparo físico, além de alguns equipamentos de segurança de qualidade. A recompensa da vista (que às vezes até mesmo conta com a visita de famílias de guaxinins) faz o esforço valer a pena!

E aí, amigo trekker, quais desses lugares para fazer trekking no Brasil é o mais interessante, na sua opinião? Se você já visitou algum deles, deixe um comentário abaixo contando pra gente como foi a sua experiência!

Deixe uma resposta

4 Comentários

    • Pé na Trilha

      Olá Marcello, grande dica! Vamos pesquisar e criar um post sobre o “Parque Nacional da Serra dos Órgãos”!

      Abraço!

    • Edvander

      Deixar Serra dos Órgãos e o Pico da Bandeira, para mim, é erro crasso! O trekking no Pati tem mais fama do que beleza. É muito melhor só passar por ele!

      • Rodolfo

        Cara e Itatiai-RJ?? Visconde de Mauá não tem nem 1/10 de trilhas, comparado a Itatiaia!!!

Próximo artigoPé na Trilha - 20 Anos